Óleo sutil e seus olhos

“Retrato de uma Senhora”, de Rogier van der Weyden, 1455.

Neste quadro, Van der Weyden, sucessor de Van Eyck como artista da corte, pinta a filha ilegítima de seu senhor, o duque de Borgonha.

A arte de Van der Weyden explora uma gama tonal profunda e o modelamento mais sutil permitido pelos óleos.

Celebridade internacional nessa década, ele expressa a um só tempo o viço pálido e sensual da jovem, seu orgulho e seu páthos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s