Live and let die

pelo curto período de tempo em que minhas amizades mostram seus filmes, seus desenhos, seus vídeos, suas fotos, seus poemas, críticas, receitas, seus cantos, seus lamentos, suas costuras, filosofias, suas aulas e suas histórias e seus loucos experimentos, eu me esqueço desse mundo de porcaria em que nos colocaram profundamente e existo numa plenitude como nunca antes nestes últimos quatro anos, viva na pele de uns outros personagens que não eu, livres por completo desse ressequimento.

façam suas lives!

isto também é viver!

e um dia vou me atrever à minha (com algum photoshop, que só assim pra esta face se atrever.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s