primeiro a gente tira a dilma

creio que alguns paulistanos tiraram a dilma por razões bem específicas.

número 1: passear no shopping de paredes brancas cujos faxineiros são pretos.

número 2: entrar na doceria tradicional e sob ar condicionado conversar com a mulata atendente que lhe sorri. em plena quinta-feira ensolarada, o paulistano vem dizer:

– voltei da praia hoje, não aguentei o calor.

– verdade? – ela reage. – que pena.

– e também preciso ficar de olho no investimento. se não fico, perco.

enquanto tiver seis contos pra tomar expresso com biscoitinho e água gasosa, vou ocupar a mesa mais legal da doceria e não deixar você sentar, seu escroto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s