Alma fake

Participei hoje de um debate na Unicamp.

Ouvi os professores do Instituto de Estudos Avançados que participaram do evento.

A fake news direcionada por robôs derrotou os marqueteiros políticos, eles concluíram.

E só um software livre nos salvaria agora ou no futuro do fascismo.

Um software que não filtrasse as notícias a seu bel prazer…

Esperança quanto a obter este software?

Não tenho nenhuma.

Tudo o que se sabe até agora sobre os adesistas de WhatsApp é que eles identificam as notícias apuradas, os textos com mais palavras do que um meme, com um malefício.

Não adianta tentar conversar com eles sob o princípio da notícia, exceto sob os moldes da falsificação!

Se tivéssemos prestado atenção a isto – à alma fake de nosso jornalismo que originou este inferno -, estaríamos jogando nas mesmas bases para derrotá-lo.

Ou não estaríamos?

Me parece que o fake não é um jogo que aceitemos jogar.

Não ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s