no meio das lives, uma espada

se as pessoas que tomam a iniciativa de fazer lives-aula não abraçarem nossas dúvidas, nossas confusões à espera de um esclarecimento, quem vai fazer isso?

então levo até elas, sem muito pensar, as dúvidas surgidas em mim.

ou sentidas por mim (verbo polêmico, o sentir, mas tudo o que sinto é minha fortaleza).

então eu, nas lives, decidi que ficarei no modo “não vim aqui trazer a paz, mas a espada…”

ou traduzindo a provocação jesuítica:

vim trazer o que sinto, e meu sentir é o meu pensar, minha contribuição modesta para complicar seu pensamento em busca de uma síntese para nós.

(tomara que me aguentem 💜)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s