Ciro, o cavaleiro negro e o rei

A insistência do Ciro em bater no Lula não deixou apenas grande parte de seus eleitores em 2018 indignados. Ela também rachou a coligação PT-PDT no Ceará, e os Gomes podem perder o governo do estado.

Em lugar de abrandar seu rancor por Lula, Ciro continua arriscando (ou será riscando) seu futuro político, dando murro em ponta de faca e sangrando mais.

Quer saber?

É da vida, da bílis, não me meto.

Mas penso: de onde virá o dinheiro para o futuro deles?

Um primo que mora no Ceará me diz que, além de ter ganhado bastante na última década, a família vai continuar retirando de outras fontes, cargos, projetos para as prefeituras, facilidade de empréstimos…

E será só isso?

Não sei. O Brasil da politicagem não é pra amadoras feito eu.

De todo modo, o Ciro me faz lembrar o Cavaleiro Negro do Monty Python. Vocês lembram do personagem, não? Um abusado. Ele guarda a merreca de uma ponte sobre um riacho e não quer deixar o Rei Artur passar. Vai esgrimando por sua missão até perder todos os membros e esguichar por todos os buracos, sempre reiterando que as feridas não passam de arranhões. O cavaleiro luta até se transformar num toco pregado no chão, mas ainda assim segue ameaçando o rei, que continua a viagem.

Então.

Só peço ao meu inconsciente que não me deixe sonhar com uma armadura preta numa poça de sangue, vade retro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s